Ler e Gostar é só começar

Afetos e Dia de São Valentim

"O espantalho enamorado"

Autor: Guido Visconti
Ilustradora: Giovanna Osellame
Editora: Livros Horizonte

"Gustavo está apaixonado por uma menina-espantalho" chamada Amélia, que vive no topo da colina.
Ele sonha com o dia em que vai poder abraçá-la.
Mas como conseguirá Gustavo ir para junto de Amélia?
Como o amor move barreiras, talvez um dia..."

Uma história de amor e de amizade.



"Burros"

Autores: Adelheid Dahimène & Heide Stöllinger
Editora: Orfeu Negro

Burros conta a história enternecedora de um casal de burros que celebra o aniversário das suas bodas de prata. Porém, uma pequena discussão e muita casmurrice fazem com que cada um siga o seu caminho em busca de novo parceiro. Depois de vários encontros e desencontros, acabam por perceber que não é assim tão fácil substituírem-se um ao outro… Uma história de amor, teimosia e reconciliação contada com humor e forte expressividade gráfica.







"Gosto de ti"


Autora: Bénédicte Carboneill
Ilustradora: Elen Lescoat
Coleção: Beijinhos Beijunhos
Editora: Editorial Presença

"No dia em que o Hugo lhe disse que gostava mais dela que de qualquer outra pessoa no mundo, a Rosa ficou muito confusa. Como podia ele saber? Seria possível medir o Amor? Então isso queria dizer que o pai, a mãe e a avó não gostavam tanto dela como o Hugo? Depois de conversar com todos eles, a Rosa compreende por fim que o amor está no coração de todos aqueles que gostam de nós e que é impossível medi-lo. Um livro enternecedor e magnificamente ilustrado." Podes lê-lo aqui.
Gosto de ti
View more PowerPoint from ana

"Uma estranha dor de barriga"

Autora: Elisa Mantoni
Coleção: Montanha Encantada
Editora: Everest

No início da história os rapazes divertiam-se a gozar com as raparigas. Até que…um deles choca com Alice e começa a descobrir novas sensações, estranhas e esquisitas…uma dor de barriga, um coração que bate mais forte, um sorriso de “banana” serão, certamente, alguns dos sintomas de quem está a ficar apaixonado…




"A princesa que bocejava a toda a hora"


Autora: Carmen Gil
Ilustradora: Elena Odriozola
Editora: OQO Editora




"A princesa não fazia mais que bocejar e, como os bocejos são tão contagiosos, todo o palácio andava com a boca aberta: o rei, a rainha, os ministros..., até o gato e o cão do jardineiro bocejavam. O rei tentava satisfazer a sua filha com tudo o que tinha ao seu alcance, mas as tentativas eram inúteis. Um dia, enquanto passeava pelos jardins, o filho de um criado do palácio aproximou-se da princesa e..."



Um conto para ajudar as crianças a reconhecer os valores que lhes farão usufruir plenamente da infância, numa sociedade frequentemente ameaçada pelo consumo, que esquece a relação, o jogo tradicional e a experimentação como actividades indispensáveis para conhecer o mundo e estabelecer laços afectivos.
Podes lê-lo na nossa biblioteca ou aqui.


"Camila apaixona-se"

Autora: Aligne de Pétigny
Ilustradora: Nancy Delvaux
Editora: ASA




Há um novo aluno na escola da Camila. Chama-se Celestino, é muito simpático e é também o menino que corre mais depressa de todos! Além disso, oferece à Camila um berlinde que brilha... No dia seguinte, Camila pede à mãe para lhe vestir o vestido novo e lhe fazer dois lindos totós. Ela quer estar muito bonita...

Podes conhecer toda a história na tua biblioteca.


"O sapo apaixonado"


Autor: Max Velthuijs
Editora: Caminho

O Sapo anda preocupado com a saúde: tem o coração a bater depressa demais. A Lebre diz que ele deve estar apaixonado... mas por quem?







"O Monstro das Festinhas"


Autora: Carla Antunes
Editora: Sóregra


"Festinhas na barriga, festinhas no nariz
Com muitas festinhas, eu fico feliz"



"Esta é uma história escrita em rima, sobre um Monstro que não é mau e que o maior desejo que tem é... que lhe façam festinhas!
Um livro sobre carências, afectos e amor.


Vem conhecer este Monstro delicioso na tua biblioteca.


"O leãozinho"


Autor: Caetano Veloso
Ilustradora: Gabriela Sotto Mayor
Editora: Edições Quasi




Uma declaração de amor fraterno.
Um texto simples acompanhado por uma bela ilustração.


Podes ler e ouvir a história, aqui.





"A ovelhinha que veio para o jantar"


Autor: Steve Smallman
Ilustradora: Joelle Dreidemy
Editora: Dinalivro




Era uma vez um lobo, velhinho e esfomeado, que recebeu inesperadamente a visita de uma ovelhinha. Mal olhou para ela, começou logo a planear um belo ensopado de borrego. Mas a ovelhinha não queria ser o jantar do lobo. Na verdade, o que eça queria mesmo era... ser apenas amiga dele!

Podes ler esta história deliciosa na biblioteca e ouvi-la aqui.





"De que te lembras tu?"

Autor: Paul Stewart
Ilustrador: Chris Riddell
Editora: Caminho

O Ouriço quer jogar ao «lembras-te», mas o Coelho não quer.



Sabe que se vão lembrar das coisas de modo diferente e vão acabar por discutir; é o que acontece sempre. Mas desta vez não é assim.


Desta vez há uma coisa de que nenhum deles se lembra, e é uma coisa que torna a sua amizade muito especial.


Vem descobrir esta bonita história na tua biblioteca.


"Adivinha quanto eu gosto de ti"

Autor: Sam MacBratney
Ilustradora: Anita Jeram
Editora: Caminho

Às vezes, quando gostamos muito, muito de alguém, queremos encontrar uma maneira de descrever como os nossos sentimentos são grandes. Mas como descobrem a Pequena Lebre Castanha e Grande Lebre Castanha, o amor não é coisa fácil de medir!

Encontra este e os restantes livros da coleção na tua biblioteca.

Também podes ver o filme, aqui.



Também podes ouvir a música de André Sardet "Adivinha quanto eu gosto de ti", acompanhada de ilustrações bem fofinhas.

Para poderes cantar com ele, aqui fica a letra da canção.
"Adivinha quanto eu gosto de ti - André Sardet"

Já pensei dar-te uma flor, com um bilhete,

Mas nem sei o que escrever.
Sinto as pernas a tremer
Quando sorris p’ra mim
Quando deixo de te ver

Refrão 1Vem jogar comigo um jogo
Eu por ti e tu por mim
Fecha os olhos e adivinha
Quanto é que eu gosto de ti

Refrão 2
Gosto de ti desde aqui até à Lua
Gosto de ti desde a Lua até aqui
Gosto de ti simplesmente porque gosto
E é tão bom viver assim

Ando a ver se me decido, como te vou dizer
Como hei-de te contar
Até já fiz um avião
Com um papel azul
Mas voou da minha mão

Refrão 1 e 2
Quantas vezes eu parei à tua porta
Quantas vezes nem olhaste para mim
Quantas vezes eu pedi que adivinhasses
Quanto é que eu gosto de ti

Refrão 2